Páginas

4 de set de 2009

Milhares de pessoas no mundo protestam contra Hugo Chávez.

Milhares de pessoas em diversas partes do mundo protestaram hoje contra Hugo Chávez, presidente da Venezuela. A convocação foi feita por jovens colombianos, contrários à política externa do presidente Venezuelano.

Os protestos ocorreram em Honduras (com a participação do atual presidente e não o deposto {o deposto tem o total apoio de Hugo Chávez, pois o mesmo tem os mesmos desejos de se perpetuar no poder}), Colômbia, EUA, Espanha, França, Bélgica, Alemanha e na própria Venezuela, apesar de ser proibido a partir de agora de ter protesto contra o governo, sob pena de serem condenados como um criminoso comum (ver reportagem no jornal El País). Com palavras de ordem, como "Não Mais Chávez" e "Chávez Ditador", as marchas ocorreram de forma pacífica e sem incidentes.
Comentário: Sim, sou totalmente anti-Chávez. Sou a favor da democracia, que é o que não ocorre lá. Na Venezuela, os canais são obrigados a falar bem do governo, não pode mostrar os problemas em reportagens, mas se você mostrar os problemas é anti-chávez e contra o país, e corre-se o risco de ter o meio de comunicação fechado (Vide RCTV, Globovísion e rádios). Se alguém aqui acha o Rio de Janeiro violento é porque não conhece Caracas, onde as milícias oficiais (é igual as milícias do Rio, com a única diferença: Aqui no Brasil milícia é crime) matam, roubam, estupram muito mais que o Rio e São Paulo juntas. Falta o básico como arroz, feijão, papel higiênico, sendo obrigados a pegar o alimento via governo através de senha, ou no mercado negro. As missões de saúde tem trabalhadores de Cuba (e não os próprios venezuelanos) sem um pingo de capacidade técnica. Grande parte do dinheiro arrecadado com a exportação do Petróleo é usado para pagar os altos salários dos políticos ligados à Chávez e a PDVA (A Petrobrás da Venezuela). Toda a educação, desde as políticas pedagógicas quanto à confecção dos livros tem que passar pelo crivo do Presidente e ser de acordo com a Revolução Bolivariana, ou seja, se um fato ocorrido na história for contrário ao pensamento da Revolução a mesma não constará ou constará de uma forma diferente do ocorrido.
Temos também que tomar cuidado com algumas pessoas públicas da América Latina que se dizem contrários ao Hugo Chávez mas que também tem o desejo de perpetuar no poder. O maior exemplo disso é o Presidente da Colômbia que tenta uma nova reeleição, e para isto fará também um referendo para saber se o povo apoia. Álvaro só é mais discreto e demonstra ser mais a favor do capitalismo e está conseguindo combater as FARC's que a muito tempo deixaram de ser um grupo contra o capitalismo e que virou uma mega máfia do tráfico de drogas.

Fonte: 1 + 2 + 3



2 comentários:

  1. Eu acho absurdo o que o Chávez faz na Venezuela. Acho ainda mais absurdo nosso presidente ser uma anta que fecha os olhos ao que acontece ao seu redor e deixa outros partidários malucos de Chávez (leia-se Evo "Zacarias" Morales) roubarem nosso país. Quando olhamos a nossa volta, só vemos malucos. Está na hora de tomar uma atitude e mostrar que ditaduras não tem mais vez!

    ResponderExcluir
  2. Pois é né Lu..as epssoas colhem o q plnatam....bjokas amore!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...