Páginas

24 de abr de 2012

A dificuldade da Reeducação Alimentar.

Como todos sabem, eu preciso emagrecer. Só que ando em uma dificuldade imensa em promover a minha reeducação alimentar, pois mudar hábitos que estão enraizados em você desde o nascimento não é tarefa das mais fáceis.
Desde quando eu me conheço por gente que amo doces, refrigerantes e etc. Adorooooo café com leite bem docinho (tem que ser com leite B e café solúvel) e encorpado, pão com requeijão. Também amo uma carne com gordurinhas, uma pele de frango (se bobear como todas quando tem sobrecoxa frita ou cozidas). Amo salgadinhos, bolos (principalmente com chantilly), doces no geral. Talvez o único doce que enjoei (e que não sei porque até agora) é chocolate, mal como meio-amargo e o branco e aquele areado famoso, mas os ao leite eu não consigo comer com muita vontade.
Agora quando penso que tenho que cortar tudo isto, parece que a vontade de comer o que não deve vem com mais força ainda. A vontade de comer doces aumentou de uma forma absurda. Todo dia, durante a tarde, eu tenho as crises de vontade de comer doces. Não como porque não compro e tem também que o pessoal do escritório não curte muito doces (ainda bem). No quesito salgados ando atacando o queijo mussarela em pedaço que o meu pai compra. Sempre como umas fatias do dito quando estou terminando de tomar o café.
Tem também que a preparação de almoço em casa é para todo mundo e como trabalho durante a semana, quem faz a comida é a minha mãe e não dá para exigir uma comida diferente para mim. Sempre a ajudo no que eu posso, mas não é justo ela ter que fazer mais comida só por mim.
Também temos o hábito em casa de lanchar ao invés de jantar. E normalmente é com refrigerante (ou no meu caso, já que sou viciada, em café com leite). E se vou deitar tarde ainda vou atrás de algo para comer antes de dormir.
Só sei que ando em uma dificuldade enorme neste processo de reeducação alimentar e não sei o que eu faço.

8 de abr de 2012

Se não é por vaidade, que seja pela dor: Emagrecer

Sim, agora é fato: Necessito emagrecer. E não é por vaidade. É por necessidade médica mesmo.
Como todos sabem, eu sofro de linfedema nos membros inferiores, principalmente na perna esquerda. Ao longo do dia, elas incham muito (principalmente no verão), fazendo com que eu tenha um risco muito maior de contrair erisipela. E como ando contraindo erisipela todo santo ano (sendo que a última foi bolhosa e pior do que a primeira bolhosa que eu tive) e com o tratamento, também me atacou também o nervo ciático, e os ortopedistas sempre fazem a recomendação de emagrecer para reduzir os impactos do peso na coluna e no nervo. E no último vascular que eu fui, recebi a mesma confirmação que eu preciso emagrecer, sendo que o meu primeiro vascular que eu fui também tinha dado a mesma recomendação, mas eu achava que só com as meias compressoras eu dava conta do inchaço.
Tem também que ganharei um presente (Ainda não falarei o que é rsrs. Só quando eu receber.) e acho que para usar será necessário estar mais magra, pois ao que me consta este presente não servirá rsrs.
Sempre tive dificuldades em emagrecer. Era um tal de emagrece e engorda tudo e mais um pouco. Fiz até dieta com remédios, mas sempre voltava com o mesmo peso de antes e mais uns extras. Mas a dieta mais louca que eu fiz foi tomar aqueles Sheiks para emagrecimento horríveis. Cheguei a ficar magra várias vezes, mas como não era um processo de reeducação alimentar, o peso voltava. E também teve uma época que tive problemas hormonais e um dos remédios que eu tomava me fez engordar ainda mais.
Atualmente, peso em torno de 95 quilos. Pretendo emagrecer, mas não tenho um valor fixo para não me frustrar, pois quero ir com calma.
Tem também que a cada dia que passa fica mais difícil encontrar roupas no meu tamanho. Normalmente vou em lojas especializadas para quem é plus size e que são caras, mas muitas vezes me pego olhando vitrines de roupas para magras, mas me sei que ficarei só na vontade, pq quando uma loja que não é para plus size coloca modelos GGG para venda, normalmente são modelos feios. Quando a Preta Gil criticou as lojas de roupas Plus Sizes, muita gente a criticou, porém não entenderam qual era a proposta da Preta: Que as lojas que vendem roupas para tamanhos "normais" façam também para as plus Sizes as mesmas roupas, nada de roupas diferentes e eu a apoio nisto.
O processo de emagrecimento será através da reeducação alimentar utilizando como base, a "dieta dos pontos", pois o que esta dieta promove é a reeducação alimentar e não uma dieta propriamente dita. Pretendo também relatar aqui no blog o progresso, mas sem um dia fixo para isto. Sei que já tinha prometido isto em outro post aqui no blog, mas agora é EMAGRECER E EMAGRECER, pois a minha saúde agradece.

4 de abr de 2012

Dica Cultural para o mês de Maio: Peça com o muso Cláudio Lins!

Sim galera, mais uma super dica relacionada ao nosso lindo e talentoso Cláudio Lins! Dia 12 estréia no Teatro Tuca a Peça Musical "Enlace - A Loja do Ourives". Segundo o fofo em seu twitter ela ficará em cartaz em São Paulo até Setembro, ou seja, dá para se preparar e ir no sossego. Segue flyer da peça:


2 de abr de 2012

A pior dor física que se pode sentir: Dor no nervo ciático

Dia 5 de março, literalmente eu fiquei travada. Como já tinha dito, nas minhas férias peguei novamente erisipela. E desta vez foi bolhosa novamente. Não precisei ficar internada, mas para acelerar o processo de secagem das bolhas pego 10 dias de licença com recomendação de repouso com a perna levemente levantada para acelerar o processo da secagem. Sabem o que isto significou para mim? Meu nervo ciático atacado ao ponto de no dia 05 travar de um jeito que só indo para o hospital para melhorar. Chorava de dor e de frustração, pois tive que pedir ajuda para a minha mãe na hora do banheiro. Acabo indo pro pronto-socorro. Me medicam e volto para casa um pouco melhor (Mas com receita de remédios caros. Nesta brincadeira foi R$ 235,00). Só que a dor não passa e no dia (dia 08/03/12) que seria o retorno ao trabalho depois da licença médica pela erisipela, volto para o hospital. Me medicam novamente e volto para casa com outro tipo de medicação. Consigo voltar a trabalhar no dia 12 mas ainda assim com dor e muita dificuldade para andar.
Mas no dia 16, eu sinto A DOR na perna e o pé como se estivesse queimando por dentro e ao mesmo tempo, a perna meio mole, sem firmeza (achava que o dia que eu travei tinha sido o pior). No desespero, tomo 2 dos comprimidos que me tinha sido receitado para a dor (o normal é 1). Fico chapada com os remédios e resolvo dormir um pouco para voltar a trabalhar depois do almoço. Acordo bem e sem dor e resolvo ir tomar um banho para ir trabalhar. No movimento que faço para pegar a roupa para me vestir, a dor volta com tudo e mais um pouco ao ponto de eu chorar novamente de desespero. Nisto volto para o hospital. Desta vez me medicam ao ponto de eu não conseguir me lembrar dos detalhes após entrar na sala de medicação. Só sei que desta vez o médico acertou, pois até agora não sinto mais dor, mas ainda  continuo andando mancando. Espero nunca mais ter esta dor. Esta dor é 1.000.000x pior que dor no rim.
Se você tiver um inimigo daqueles você pode desejar que ele tenha dor no nervo ciático pois é a pior dor do mundo.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...