Páginas

2 de mai de 2010

A quem eles querem enganar??????

Vi uma notícia na coluna do Nelito Fernandes da Revista Época informando que as agências de modelo junto com a Associação da Indústria da Moda Pairiense vão importar modelos da Etiópia e outros países africanos pois as mesmas tem o tipo físico desejado pelo mercado e a idéia é aproveitar isto pois os mesmo foram tão condenados por promover a anorexia e na visão deles serve também como uma ajuda humanitária. (Nota original: Aqui)
Ou estou vendo coisas ou foi um título preconceituoso? Deu a impressão que ele quiz dizer: Se é para ter modelos magras que sejam da África, pois na África só há mulheres magras por natureza. Magras por natureza? Sim, algumas são como outras mulheres em outras partes do mundo, mas a grande maioria das mulheres no continente Africano, mais especificamente na Etiópia são magras em virtude da miséria em que vivem e não pelo seu biotipo.
O que é mais revoltante é que as agências e a Associação reclamam que são condenados por promoveram a anorexia e acham que isto vai amenizar a condenação, mas como vai diminuir se vão continuar mostrando mulheres esqueléticas? Quem critica o fato de nos desfiles haverem modelos anoréxicas não irá diminuir a sua ira pelo fato de haver modelos da Etiópia, e é bem provável que a ira aumente.
Outro motivo que eles alegam para a escolha das modelos, é que isto seria como uma ajuda humanitária. Como? Escolher uma mulher no meio de tantas pessoas que passam fome vai diminuir de fato a miséria do país africano? Alguns podem alegar que isto salva uma vida, mas o pensamento errôneo das agências e da associação é que esta atitude está tirando a Etiópia da miséria em que vivem.
O grande motivo na realidade é que é mais fácil pegar as mulheres (na grande parte meninas que mal saíram da fase infantil) para trabalhar sem intermediários, pois o mercado russo de modelo é extremamente vinculado à Máfia, onde grande parte dos agentes das modelos são da Máfia ou tem contatos com os mesmos e pegando as meninas na África o processo é quase direto com a garota ou no máximo com a família dela que por uma promessa de melhora de vida da família concorda.
E isto leva para uma outra questão: Sabendo que a grande maioria das mulheres destes países africanos não possuem a mínima instrução, elas se transformam em verdadeiras escravas destas agências se submetendo a todo tipo de trabalho e humilhação para satisfazer um mercado ávido por lucro e exigências loucas em matéria de corpo perfeito. Muitas que vão sair da África achando vão ganhar um passaporte da liberdade e a possibilidade de se alimentar melhor vão descobrir que só trocaram de ambiente, porém a fome continuará para elas, pois em virtude de seu trabalho não terão a oportunidade de se alimentar como deve.
Estas agências vão agir com elas como os traficantes de mulheres para turismo sexual, porém com pecha de ser algo "legalizado".
Por tudo isto, acho que a notícia ao invés de ser comemorada, deve ser lamentada por todos.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...