Páginas

8 de jul de 2011

Momento desabafo para o blog e para outros assuntos. Queria tanto ...

Queria tanto ter tempo para o blog. Tenho um post para fazer sobre homofobia entre as torcidas de futebol, mas me falta tempo para desenvolver o assunto e preparar o post. Tenho dois tutoriais para fazer e me falta tempo para desenvolver os mesmos (não é só explicar. É demonstrar com fotos). Queria fazer mais digital scrapbooking mas também é necessário tempo para se decidir o que fazer (normalmente faço um scopo) e montar. Queria continuar a organizar o meu twitter e limpar minha timeline e me falta tempo. Queria tirar fotos diferentes e dar uns efeitos mas me falta tempo. Preciso fazer backup do meu micro mas me falta tempo. Tento fazer o máximo neste mundo da tecnologia mas sinto que sempre estou atrasada.
Adoro este mundo virtual e tecnológico, mas ao mesmo tempo ele nos suga o nosso tempo e ignora que temos uma vida real para trabalhar. Trabalho fora e em casa. Não sou dondoca, ajudo a minha mãe que tem problemas de saúde em casao. Meu find, normalmente é para a limpeza pesada da casa e ajuda na cozinha e outras coisas de dona de casa. Mas não quero abandonar isto, este mundo tecnológico e virtual. As vezes sinto que devia ter uma maturidade maior, pois tem horas que não me sinto com 36 quase 37 anos. Na minha cabeça a minha idade não bate com a idade da certidão de nascimento e isto me assusta. Será que estou sendo infantil? Será que isto que eu sinto, é normal? Pois eu sinto que gosto de coisas que somente pessoas de até os 25 anos no máximo gostam. Lembro-me de quando eu tinha os meus 15 anos e me imaginava uma mulher super madura e que não fosse infantil, que fosse séria e hoje o que eu sou? Não sei, não sei se as minhas atitudes são normais, só sei que mudar da água para o vinho também vai me anular. Deixar de entrar neste mundo virtual, ser teoricamente mais centrada e séria seria uma prisão para mim, me sentiria sufocada.
Sinceramente? A minha cabeça está uma confusão hoje.

Um comentário:

  1. Vera Lúcia Ferreira08/07/2011 20:26

    Lu, minha querida, eu te entendo... às vezes penso em tudo isso, porém, cheguei a conclusão que não se pode ser maduro em todos os aspectos. Ser desprovido de certos tipos de “maturidade” é bem normal....
    Acredito que o interessante da vida é ser feliz, da forma que achar melhor...
    E a maturidade, no meu caso é segregada em pequenas fatias que chegam quando é realmente preciso, quando preciso com urgência.
    E para nossa felicidade, ainda bem que você tem seu lado infantil!!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...