Páginas

6 de jul de 2006

Post dedicado à Ludmila Borin

Cara Ludmila Borin, em primeiro lugar digo que se você não concordar com o que estou escrevendo, lamento profundamente, pois você me deu o direito de discordar de suas atitudes a partir do momento que você autorizou o depoimento à revista Nova.
Bom, vamos ao que interessa. Eu poderia só dizer lamentável, porém o seu depoimento me obriga a fazer um comentário ou uma análise mais profunda de tudo o que você disse. Infelizmente sinto que o seu caráter é muito baixo. A impressão que eu tenho é que você não mede esforços para conseguir o que quer, não importa o que você faça para alcançá-los. ("Dava um jeitinho de conseguir o que queria e usava muita criatividade." Fico imaginando quais foram os métodos utilizados.). Você pode achar que eu estou com inveja, mas não estou. Eu também quero conhecer astros internacionais ou nacionais (quem não quer?), mas conhecer de forma verdadeira e não como um personagem de uma história criada por mim. A impressão que eu tenho é que sua vida é uma verdadeira mentira e o que é pior você acha isto lindo e maravilhoso! Sua atitude em não se condenar é igual ao do político que mente e rouba e assim fica rico e sempre sempre será reeleito usando a inocência do povo. Você disse que retornou ao Brasil porque ama a terra mas depois de tanta mentira será que dá para acreditar nisto? Será que você foi um dos milhares de brasileiros deportados do EUA? Você acha que o cinema nacional está em ótima fase, sim pode até estar (não vou discutir aqui se está ou não) mas será que alguém irá contratar uma pessoa que se passou por outra ou que criou um personagem para se dar bem na vida? Ser entrevistada pelo Jô não quer dizer nada pois uma andorinha não faz verão, ou seja, você ainda não virou uma Bruna Surfistinha. Depois você fala que se não der certo aqui no Brasil (pelo jeito você gosta de ter as coisas/fama pelo meio mais fácil possível, não trabalhando ou estudando mais ainda), você pode voltar para o EUA acionando os seus contatos externos, ou seja, dá-se a impressão de uma nova armação. Você também disse que fez gravações de suas viagens pelo Rio de Janeiro e Nordeste, mas lamento informar, muitos cinéfilos fazem isto, ou seja, isto não é nenhuma grande novidade, e acho de uma arrogância sem tamanho pensar que alguém irá interessar pelo seu trabalho, pode até se interessar, mas se voçê os conhece pela mentira como dará os seus dados verdadeiros na hora de fechar o contrato? Mas o pior de todo o depoimento vem no parágrafo final: "Se conseguir ser diretora de arte de uma emissora brasileira de tv aberta, maravilha. Há muito a ser feito nessa área. Os bons canais ainda são aqueles por assinatura, e pouca gente tem acesso a esse privilégio. Caso o projeto não se concretize... Estados Unidos aqui vou eu! Quem sabe até viro correspondente de verdade. Não sinto peso na consciência por ter enganado vários famosos. Não prejudiquei ninguém. De certa forma, todos ganhamos: eu, experiência; eles, diversão com as minhas indagações. Provei a mim mesma que sou criativa e talentosa. De fato, eles nunca me perguntaram se a emissora esta estava no ar, ora! Um dia ela poderá existir pra valer. Então os bonitões de Hollywood que me aguardem!" Meu Deu do Céu, você se vangloreia tanto que pretende voltar para lá continuando na mentira. Você não sente peso na consicência, então você não pode exigir de um político honestidade. Sim você é criativa e talentosa, mas Marcola também é (não estou defendendo-o, só comparando-o). Ué, você acha que eles tem tempo para perguntar se a emissora existe? Quem tem que fazer as perguntas são os jornalistas e não eles.
É, e depois de ler tudo isto chego a pensar que seu depoimento não passa de uma grande mentira.
Sinto muito, mas você mostra para os gringos que o nosso caráter é assim, baixo como o teu.




Troquei de lay. Não agüentava mais aquele escuro, mesmo sabendo que ele também estava lindo. Tirei a parte de desejos e músicas e coloquei a parte do agora. Vou ficar um tempo sem trocar de lay, pois o HD do meu micro de casa foi pro beleléu e acho que deste vez não tem jeito, vou ter que comprar uma CPU nova, pois como a minha CPU é antiga (micro de 98) não acha mais HD e nem usado encontra.

Post editado no dia 07/07/2006 às 13:13.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...