Páginas

17 de jun de 2006

Voltando a postar, clima melhorou, trabalho, Bussunda, mais Mercado Municipal...

Olá pessoal.
Voltando a postar...
Sim, parei um pouco de postar apesar do Speedy, mas é que com o Speedy instalei o Kazaa e aí já viu né? Achei muitaaaaaaaaa música das antigas e claro tô baixando. Achei até a música Locomia que toca no Pânico. Ótima pra dançar até não se agüentar mais. Também vou começar a baixar música latina. Óbvio que irei pedir auxílio para a minha mainha do Recife. Ela É A PESSOA que conhece música latinha como ninguém.
Clima em casa melhorou...
Bom, o clima aqui em casa melhorou. As pessoas envolvidas já conversam normalmente (pelo menos até agora). Vamos ver até quando vai durar isto.
No trabalho...
No trabalho, a cada dia que passa só aumenta o meu número de faturas para tratar no mês. Já falei para a minha chefe: Acho que devemos sofrer uma mutação genética para surgir mais braços e cabeças e ficar como polvos, porque só uma cabeça e dois braços pra cada funcionário é muito pouco para o tanto de serviço que temos. E para atrapalhar ainda mais a nossa vida profissional, neste mês teve o meio período perdido no dia 13 por causa do jogo da Copa e terá o do dia 22 pelo menos. Bom, pelo menos no dia 13, eu e a Amanda organizamos uma forma de não passarmos fome, pois tinha se decidido a não sair para o almoço e como ninguém é de ferro e a maioria iria ficar presa no trânsito (o que ocorreu) decidimos por organizar um lanche durante o período até as 14:00 que foi o horário programado para os funcionários irem embora. Cada um teve que levar algo programado anteriormente e assim ninguém passou fome. A minha parte foi um pote de requeijão (Pensei que só eu é que gostasse. Acabou em menos de uma hora) e um pote de 500 gramas de maionese. Comi muito neste dia. Voltar para casa é que foi um sacrifício. Peguei o trem hipermegatri-lotado e meu pai me pegou na estação final em Jurubatuba e me levou para casa e com esta facilidade toda cheguei às 15:20, mas teve colega que só chegou no tempo de assistir o segundo tempo do jogo.
Triste, triste...
Sem comentários sobre a morte do Bussunda. Pra mim acabou o Casseta&Planeta e Shrek com dublagem. Shrek 3 com outra voz no Ogro verde mais charmoso do planeta não dá.
Mais Mercado Municipal de São Paulo. Aqui vai a história dele:
O Mercado Municipal Paulistano foi construído para substituir o mercado velho que ficava na rua 25 de Merco, local onde os ambulantes vendiam de tudo. Hoje, nas barracas do municipal ainda pode-se encontrar de tudo: de sementes a frutas populares e exóticas.
Até o século XVIII, o abastecimento da cidade de São Paulo chegava através de batelões que atracavam nas margens do rio Tamanduateí. Em 1867 se implantaria o primeiro mercado municipal, visando a distribuição dos produtos do litoral e do exterior.Em 1924, com o crescimento da cidade, foi aprovada uma lei autorizando a construção de um novo mercado municipal. O Mercado Central, como ele é conhecido talvez tenha sido o ultimo daqueles grandes edifícios que a partir do final do século XIX foram erguidos para que a cidade de São Paulo consolidasse cada vez mais suas imagens de ?Metrópole do Café?.
Francisco de Paulo Ramos de Azevedo (1851 ? 1928), de origem portuguesa e formando na Politécnica de Gand Na Bélgica, foi o responsável pelo construção, tinha o mais conceituado escritório de arquitetura da época ? o mesmo que elaborou em São Paulo o teatro Municipal, o Palácio das Indústrias, a Pinacoteca, os Correios, Teleégrafos e o Colégio Sion, para citar alguns. Em seu escritório trabalhavam portugueses, brasileiros e italianos, entre eles Felisberto Ranzini, que desenhou as fachadas do Mercado.Como estava na moda Alemanha, Itália e França, o estilo eclético foi escolhido para o projeto, cuja característica principal é o uso de fachadas sóbrias, com colunas internar e externas em estilo grego, jônico ou dórico. Telhas de vidros, clarabóias e vitrais complementam o conjunto, criando uma perfeita iluminação natural. Seguindo orientação do próprio arquiteto Ramos de Azevedo, os vitrais deveriam ser um documento histórico, além de mostrar nossa produção agrícola.A execução dos vitrais foi entregue ao artista russo Conrado Sorgenicht Filho, cujo trabalho também pode ser apreciado na Catedral da Sé e em outras 300 igrejas brasileiras. O vidro colorido veio da Alemanha. Ao todo são 32 painéis, subdivididos em 72 vitrais onde se pode ver o trabalho manual do colono no cultivo e colheita, a tração animal para o arado e para transporte, a paisagem, a criação de gado e de aves que comporiam o cenário para sua obra.Da pesquisa à execução, Conrado levou quatro anos. Contudo, o arquiteto brasileiro Ramos de Azevedo não veria terminada a sua construção, vindo a falecer em 1928, deixando para seus sócios Armando Dumont Villares e Ricardo Severo a finalização da obra.Em 1932 o Mercado esta concluído. Porém, armas e munições foram os primeiros produtos estocados em seu interior, no lugar das frutas e peixes. Era a Revolução Constitucionalista de 1932. Relata-se que alguns soldados treinavam pontaria mirando as cabeças das figuras nos vitrais. Conrado teve que trabalhar por mais dois meses repondo os fragmentos quebrados.Em 25 de janeiro de 1933, às margens do rio Tamanduateí, numa área de 12.600m2, ele foi finalmente inaugurado, quando São Paulo contava com uma população de um milhão de habitantes.Através do Decreto nº 35.275 de 06/07/1995, passou a denominar-se Mercado Municipal Paulistano.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...