Páginas

10 de set de 2010

Resenha Final de Livro: Grau 26 A Origem

Resenha Final: Hoje terminei de ler o livro, e vou finalmente fazer a resenha final, visto que já tinha feito uma parcial (aqui) e dado os meus pitacos inciais.
Conforme tinha dito na resenha parcial, na primeira parte, Sqweegel não tinha me impressionado a ponto de falar "nossa, realmente podemos classificá-lo como Grau 26". Pra mim, os crimes eram como outros qualquer que já tinha passado em qualquer série de tv que trate de serial killer (mais precisamente Criminal Minds).
Só que a maldade e loucura de Sqweegel cresce de tal forma, que imaginar o fim que ele dará em Sibby, uma das personagens centrais do livro e que afetará novamente o seu principal perseguidor assusta até um George Foyet da vida. Sim, ele tem todos os elementos que caracterizam um serial killer, mas ele utiliza estes elementos da forma mais forte possível, levando a maldade para um nível nunca antes atingido.
Sua maldade é tanta e sua vontade de mostrar que sempre esteve a frente durante toda a investigação que acaba por enlouquecer todos que de alguma forma tentaram capturá-lo. E ao final do livro, apesar de não ser dito claramente, ele tem uma ligação com um dois policiais muito maior do que simplesmente uma caçada entre polícia e bandido.
Depois de terminar de ler, fico até com medo de como virá uma versão em cinema. Das duas uma: Ou o filme fará Hannibal ficar no chinelo e a classificação será para pessoas acima de 40 anos tamanha maldade que será mostrada na tela, ou vão tentar amenizar a maldade dele a ponto de perder totalmente o sentido da classificação 26.


Só quem lê o livro, entende a perversidade desta cena.

Um comentário:

  1. Ja leu a continuação do Grau 26?? :D - Otimo viu!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...